Subiu para 22 o número de mortes provocadas pela gripe H1N1 na Bahia. Até o dia 2 de junho tinham sido registrados 20 óbitos pela doença no estado. Os dados são da Secretaria da Saúde do Estado (Sesab) e foram contabilizados até o dia 9 deste mês. No total, 14 dos casos ocorreram em Salvador e Região Metropolitana. A Sesab informou que foram notificados 1.231 casos de Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG), com 93 óbitos. Até o dia 2 eram 1.166 casos de SRAG com 87 mortes. Dentre esses casos, até o dia 9 de junho, 241 foram confirmados para Influenza, sendo 181 pelo subtipo A H1N1, com 20 óbitos. Os óbitos ocorreram em 11 municípios: Salvador registrou 12 mortes, além de Apuarema (1); Camaçari (1); Irará (1); Lauro de Freitas (1); Retirolândia (1); Saúde (1); Sapeaçu (1); Serrinha (1); Uruçuca (1) e Vitória da Conquista (1).