Fachin libera pedido de liberdade de Lula para o plenário do Supremo
O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Edson Fachin, liberou nesta quinta-feira (28) o recurso do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva para julgamento no plenário da Corte. A defesa de Lula quer que o ex-presidente aguarde em liberdade enquanto houver possibilidade de recursos à condenação em segunda instância. Caberá à presidente do STF, ministra Cármen Lúcia, definir a data para o julgamento. A decisão de Fachin de liberar o processo ocorreu depois que a defesa de Lula apresentou um novo pedido de liberdade e pediu, inclusive, mudança de relator. De acordo com o G1, ainda não há informações sobre se o julgamento seria nesta quinta ou sexta (29) ou se ficará mesmo para agosto, como era a previsão. Segundo informações do blog Painel, da Folha de S. Paulo, Lula avisou a aliados que não quer prisão domiciliar . Como reforça sua inocência, o discurso trabalhado é pela liberdade plena e não por uma pena alternativa. O ex-presidente está preso desde o dia 7 de abril na sede da Polícia Federal (PF), em Curitiba. 

                                              (Fonte Bahia Notícias)