Mulher ficou com vários hematomas no rosto (Foto: Reprodução/Redes Sociais)
A jovem estudante de direito Clara Emanuelle Santo Vieira, de 20 anos, filha do prefeito de Muniz Ferreira, acusou o marido, o filho do prefeito de Salinas, de agredi-la há três anos, descrevendo um histórico de humilhação, violência física e psicológica. Clara relatou que na última sexta-feira (11), o marido chegou em casa acusando-a de ter outro e cortou os cabelos dela, “falando o tempo que ia me deixar careca porque homem nenhum mais iria me querer”, contou a jovem. Segundo a vítima, ela apanhava desde a gravidez, e quando ameaçava deixar o marido, ele a agredia ainda mais. Segundo informações do site Voz da Bahia, foi uma vizinha que ouviu a discussão e as agressões e resolveu ligar para a polícia.


Clara Emanuelle e o marido, filho do prefeito de Salinas (Foto: Reprodução)
A vítima contou também que no decorrer do relacionamento, já apanhou e perdoou, mas não queria falar sobre o assunto porque sentia vergonha. “Não é a primeira vez que ele me bate, mas dessa vez minha vizinha, ouviu e ligou para a polícia e eu consegui fugir para a casa da vizinha e ele foi atrás da minha família, bateu em meu pai, arrombou as portas”, contou a jovem. “Ele sempre foi muito ciumento, inclusive na Semana Santa ele me deu uma surra, porque eu liguei a luz do quarto e ele me bateu muito”, disse. O acusado, Filipe Fernandes Pedreira, filho do prefeito de Salinas da Margarida, que é casado com a vítima, já prestou depoimento e foi liberado. 
                                                                                                             (Fonte Giro em Ipiaú)