A erosão vem mudando drasticamente a paisagem de trechos do litoral baiano nos últimos anos. Uma pesquisa divulgada pelo jornal Correio neste domingo (23) aponta que locais como a foz do Rio Jequitinhonha, na cidade de Belmonte, e do Rio Real, na divisa entre a Bahia e Sergipe, perderam até um quilômetro de faixa de terra na última década. O estudo é liderado pelos professores José Maria Landim Dominguez, Abilio Carlos da Silva Pinto Bittencourt e Junia Kacenelenbogen Guimarães, do Instituto de Geociências da Universidade Federal da Bahia (Ufba). Eles explicam que o processo acontece de forma natural por conta da força dos rios. Em cidades, como Mucuri e Prado, que também abrigam desembocaduras fluviais, variações semelhantes podem ser notadas. A área de continente das duas cidades foi reduzida em 400 metros e 900 metros, respectivamente. "A erosão é um processo natural, por isso, essas faixas (próximas ao rio) não devem ser ocupadas de maneira nenhuma. Tudo nessas faixas é vulnerável", relata o professor José Landim em entrevista ao Correio.

                   (Fonte BN)