Segundo informações, Luan morava na Fazenda Cultosa (Vila II), zona rural de Camamu-BA, e tinha uma doença conhecida por ANEMIA FALCIFORME, e já vinha se tratando há um tempo. E na manhã deste sábado (22), por volta das 07h00, o quadro de saúde dele se agravou, e o mesmo veio as pressas, dando entrada no Hospital do município, (Dr° Alvaro Ernesto).
” É uma vergonha!!! como é que pode uma criança ficar por mais de quatro horas para ser transferida de um hospital para outro, peço a Deus que nenhum dos familiares desses administradores do município passe por esta situação. O Luan realmente estava muito doente, e ele precisava ir as pressas para Itabuna já que no hospital de Camamu não tinha mas o que fazer, e não entendi o por que demoraram tanto para a ambulância chegar” , finalizou amiga da família que não quis se identificar.
Ainda em informações apuradas pelo o site Camamu Noticias, Cristiane a mãe do garoto, ficou das 07:00, as 11:00 da manhã aguardando um transporte para que o seu filho fosse transferido. Após a ambulância chegar no hospital, no horário de 09:15 hrs, “Luan e Cristiane (mãe) teve que ficar aguardando mais 1:45 (uma hora e quarenta e cinco minutos)”, pós a ambulância não tinha combustível e teve que esperar também, completar a lotação com outra criança menina que tinha amputado os dedos. Problemas resolvidos o mesmo foi encaminhado as pressas para Itabuna, mas, infelizmente Luan não resistiu, e veio a Óbito quando passava pelo povoado do Acarai, zona rural de Camamu.
Ao retornar para o hospital, o PAI do garoto que estava bastante revoltado com a morte do seu filho e a situação, tentou desdestruir a ambulância e o hospital, mas a policia militar chegou a tempo. “Muitos populares choraram quando presenciaram o desespero da família da criança” disse André vizinho . 
                                 (Fonte Camamu Noticias)