Presidir o PT nacionalmente não está nos planos do ex-governador Jaques Wagner. Em entrevista ao Bocão News, Wagner afirmou, no entanto, que aceitaria comandar a legenda no Nordeste. 
 
"Veja, eu não aceitaria ser presidente do PT, pois eu defendo que o presidente de fato (Lula) seja. Se eu tomar uma decisão e o cara não gostar, ele vai lá reclamar no posto Ipiranga e não comigo, que seria o presidente", afirmou, ao risos, ao explicar que "o posto Ipiranda" é o ex-presidente Lula. 
 
Segundo o ex-ministro da ex-presidente Dilma, participar da executiva do partido com vistas somente no Nordeste seria uma missão mais agradável. "Eu conheço o Nordeste, por ter sido governador da Bahia, e acho que é uma região que pode dar muita força ao PT", disse.

                                                     (Fonte Bocão News)