Resultado de imagem para Comissão de Ética abre processo para apurar conduta de Geddel

A Comissão de Ética Pública da Presidência da República decidiu abrir, por unanimidade, um processo que vai investigar a conduta do ministro da Secretaria do Governo, Geddel Vieira Lima. 
Na manhã desta segunda-feira (21), o colegiado havia começado a votação sobre o caso e interrompeu a sessão após pedido de vista. À tarde, com a continuidade da reunião, o conselheiro que havia interrompido a votação se posicional favoravelmente à abertura do processo.
De acordo com o presidente da comissão, Mauro Menezes, a reunião foi retomada para que o processo não fosse atrasado. "O conselheiro José Leite Saraiva Filho, em um gesto de boa vontade, trouxe a reflexão de que não gostaria de atrasar o processo. Ele portanto alterou seu posicionamento e passou a acatar a abertura imediata do processo", explicou.
Agora, Geddel terá dez dias para apresentar defesa. Ele foi acusado de tentar influenciar uma decisão do ex-ministro da Cultura, Marcelo Calero, para que o um empreendimento imobiliário de luxo fosse construído numa zona histórica de Salvador. Geddel havia comprado um dos apartamentos do condomínio.
Também nesta segunda, o Planalto confirmou que Geddel permanece no cargo. O relator para o caso na Comissão de Ética ainda não foi escolhido. Caso o ministro seja considerado culpado, o regimento prevê desde a uma advertência até a recomendação de exoneração.


                                                       (Fonte do G1.)